CENTRO DE INVESTIGAÇÃO DO IPV AVALIADO COM BOM

CI do IPV

A Fundação para a Ciência e a Tecnologia do Ministério da Ciência e Tecnologia do Ensino Superior distingue com avaliação de BOM o Centro de Estudos em Educação, Tecnologias e Saúde (CI&DETS) do Instituto Politécnico de Viseu

O Instituto Politécnico de Viseu foi recentemente notificado pelo Presidente da Fundação para a Ciência e Tecnologia, Professor Doutor João Sentieiro, do resultado da avaliação do seu Centro de Estudos em Educação, Tecnologias e Saúde – Unidade de Investigação e Desenvolvimento.

A divulgação dos resultados da avaliação de unidades de I&D contempla o Centro de Estudos em Educação, Tecnologias e Saúde (CI&DETS) do Instituto Politécnico de Viseu com a classificação de BOM, o que lhe permite usufruir de financiamento por parte da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT).

Os resultados do exercício de avaliação independente das Unidades de I&D tem por base os relatos de 23 painéis de peritos internacionais que visitaram todas as Unidades entre 2007 e 2008 e avaliaram relatórios escritos previamente submetidos à FCT pelas próprias Unidades, em Julho de 2007. O processo envolveu cerca de 256 peritos reconhecidos internacionalmente, de mais de 15 países, e os resultados incluem a classificação atribuída a cada Unidade, a qual é usada para efeitos do financiamento de base a atribuir pela Fundação a cada Unidade nos próximos anos.

Submeteram-se a esta avaliação internacional 383 unidades, incluindo 88 novas unidades, nas quais estava incluída a do Instituto Politécnico de Viseu, para além de 25 Laboratórios Associados.

O objectivo último do exercício avaliativo é estimular o desenvolvimento do sistema científico e tecnológico nacional no quadro da sua crescente relevância internacional.

A equipa de peritos internacionais responsável pela avaliação do Centro de Estudos do IPV visitou a Instituição em 7 de Janeiro de 2008 e era constituída por: Vasilis Koulaidis (coordenador), Ole Bjorkqvist, Nikos Papadakis e Edward Melhuish.

Nos comentários gerais do painel de avaliação, a Unidade do Politécnico de Viseu distingue-se por quatro razões fundamentais:

- É composta por dois grupos de investigação;

- Ambos os grupos são numerosos, no que respeita a investigação em educação;

- Funcionamento integrado no sistema público politécnico;

- Ambos os grupos operam e executam as suas actividades de modo uniforme, sendo portanto a sua avaliação muito similar.

A principal característica do desempenho desta Unidade é a sua lista extensiva de artigos/trabalhos publicados em revistas científicas peer-reviewed de referência internacional.

O Centro de Estudos em Educação, Tecnologias e Saúde (CI&DETS)

O Centro, maioritariamente composto por docentes do Instituto Politécnico de Viseu, integra 54 doutorados, além de 64 mestres que desenvolvem a sua actividade de investigação nas Unidades Orgânicas/Departamentos do IPV, podendo participar em projectos em parceria com outras instituições. A sua criação remonta a 3 de Setembro de 2007.

O CI&DETS, constituído por dois grupos de investigação – Educação, Saúde e Desenvolvimento Social, e Engenharias, Tecnologia e Gestão – tem como finalidade desenvolver a investigação em Ciências da Educação, Saúde, Tecnologias e Gestão, assumindo-se como uma estrutura organizativa de coordenação e apoio aos projectos de investigação.

Pretende-se que as actividades de investigação e desenvolvimento do Centro se insiram em redes científicas nacionais e internacionais, privilegiando-se o desenvolvimento de parcerias e projectos com as organizações que constituem a comunidade envolvente à Instituição.

Corporizam os objectivos desta Unidade: Desenvolver actividades de investigação nos vários domínios com particular ênfase na investigação aplicada; Promover a cooperação e intercâmbio com outras unidades ou centros de investigação, nacionais e estrangeiros, tendo em vista a internacionalização da investigação e o desenvolvimento de projectos de I&D transversais (multi, inter e transdisciplinares); Reforçar a massa crítica da unidade com formação ao nível de doutoramento e pós-doutoramento; Desenvolver projectos de I&D em parceria com outras organizações; Promover a realização e organização de eventos científicos de âmbito nacional e internacional; Aprofundar o estudo e o desenvolvimento da integração de recursos mediatizados em vários contextos de ensino/aprendizagem; Promover o conhecimento do ser humano, tendo em conta os contextos socioculturais; Elaborar estudos e trabalhos orientados para as necessidades das organizações; Promover a construção de quadros de análise sistémica e multidisciplinar sobre a relação entre educação/formação, investigação e desenvolvimento; Fomentar a supervisão clínica e a qualidade em saúde; Fomentar a supervisão pedagógica e a qualidade em educação; Desenvolver a competitividade do tecido empresarial através da difusão de conhecimentos, inovação e transferência de tecnologia; Fomentar a articulação entre os sistemas de ensino e o de investigação, numa perspectiva de renovação do ensino, especialmente o pós-graduado.

O CI&DETS tem como actividade principal as Ciências e Políticas da Educação. Dada a diversidade de áreas científicas dos investigadores que integram o Centro, são ainda domínios desta Unidade o Ambiente, as Ciência Agrárias, as Ciências Biológicas, as Ciências da Comunicação, as Ciências da Saúde, as Ciências do Desporto, a Economia e Gestão, a Engenharia e Ciências dos Materiais; a Engenharia Electrotécnica e Computadores, a Engenharia Química e Biotecnologia, os Estudos Literários, a Física, a História, a Linguística, a Matemática e a Psicologia.

Viseu, 14 de Janeiro de 2009

Joaquim Amaral

Departamento Cultural do IPV

anterior || imprimir