MCTES e Sun Microsystems lançam bases para Rede Temática de Investigação

Sun Microsystems

Fomentar experiências de investigação sobre novos sistemas digitais a universitários portugueses nos Sun Labs (Califórnia) e a investigadores dos Sun Labs e de universidades norte-americanas em centros de investigação em Portugal é o objectivo da rede que o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES) e a Sun Microsystems lançaram hoje.

A Rede de Investigação Sun Microsystems é o objecto do protocolo que assinaram, no Campus da Caparica da Universidade Nova, o presidente da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), João Sentieiro, o presidente da Agência para a Sociedade do Conhecimento (UMIC), Luís Magalhães, e o director-geral da Sun Microsystems Portugal, Jorge Salamanca, em cerimónia a que assistiu o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, José Mariano Gago.

A Rede de Investigação Sun Microsystems traduz o interesse de ambas as partes no desenvolvimento de investigação pré-competitiva para alargar a utilização de tecnologias digitais emergentes e aplicações de códigos abertos, assim como o reforço do conhecimento em torno de sistemas operativos UNIX e Solaris, de arquitecturas de processadores "multi-core" e de software relacionado, do desenvolvimento de sistemas de computação distribuída e em rede, incluindo formas de "Grid computing" e "Cloud computing", e de aplicações de redes baseadas em sensores.

Nos termos do protocolo, o programa anual de Residências de Investigação prevê a permanência de investigadores portugueses nos Sun Labs, na Califórnia, por períodos de 2 a 4 meses, e, reciprocamente, a estadia de investigadores dos Sun Labs e de universidades norte-americanas em centros de investigação portugueses.

Na mesma ocasião, os secretários de Estado do Emprego e Formação Profissional, o secretário de Estado adjunto da Educação, o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, o Coordenador do Plano Tecnológico, e representantes da Sun Microsystems assinaram outro memorando de entendimento que prevê a implementação do Programa Iniciativa Académica Sun (IAS), que tem origem na decisão da Sun Microsystems de tornar gratuito para toda a comunidade educativa e formativa o seu sistema de cursos baseados na Web.

Através do Plano Tecnológico, o Governo pretende contribuir decisivamente para qualificar e mobilizar os portugueses para a sociedade da informação, imprimir um novo impulso à inovação empresarial, vencer o atraso científico e tecnológico do país e qualificar os seus recursos humanos.

A Sun Microsystems é uma empresa fundada em 1982 por um grupo de estudantes da Universidade de Stanford, motivo pelo qual incorpora na sua "razão de existir" um compromisso permanente com o meio académico, através do desenvolvimento de programas educativos, dos quais beneficiam universidades e instituições educativas de todo o Mundo.

anterior || imprimir