MÚSICA, SILÊNCIO E SOM - Tinta da China e Pastel de Cera Sobre Papel Daler-Rowney - 29,7cm x 126cmMÚSICA, SILÊNCIO E SOM - Tinta da China e Pastel de Cera Sobre Papel Daler-Rowney - 29,7cm x 126cmMÚSICA, SILÊNCIO E SOM - Tinta da China e Pastel de Cera Sobre Papel Daler-Rowney - 29,7cm x 126cm

 

 

 

Percurso pela poesia e pela pintura de nomes que em Viseu nasceram ou viveram uma parte das suas vidas, O Regresso à Condição junta em livro e em exposição alguns dos mais proeminentes criadores do distrito e região de Viseu.

Geografia do pensamento, de emoções e de linguagens que o disseminam, O Regresso à Condição é, simultaneamente, produção e reprodução de uma identidade cultural fortemente eivada de experiências e influências polifacetadas de universalismo.

apresentação

menu autores

imprimir

Galeri@ ispV

 

 

Nicolau Tudela. (Viseu, 1961)

Curso de Pintura da Faculdade de Belas Artes (FBAUL). Foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian. Designer Gráfico Sénior na área Gráfica / Videografismo da R.T.P., trabalho onde se tornou uma referência. Participou em várias exposições, nacionais e internacionais. Pintura de um mural para o banco "Montepio Geral" (rua do Carmo) em Lisboa. Entre vários trabalhos planificados e executados, contam-se: Mar das Índias (genérico de abertura); Mundo de Cá (genérico de abertura); Lugar da História (genérico de abertura); Ondas Curtas (1ª e 2ª séries) (genérico de abertura); Artigo 27 (genérico de abertura); Crónica do Século (genérico de abertura e grafismo); Bombordo (genérico de abertura e grafismo); Porto 2001 (separadores da R.T.P. e genérico); Expo 98 (genérico de abertura da R.T.P. e grafismos).