O INSTITUTO POLITÉCNICO DE MACAU

 

Criado em 1991, e integrado actualmente por seis Escolas Superiores, o Instituto Politécnico de Macau (IPM) é membro do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP), da Associação de Universidades de Língua Portuguesa (AULP) e da Associação de Universidades da Ásia/Pacífico, mantendo uma cooperação académica activa com instituições de Ensino Superior de Portugal, da China, do Brasil e de Países Africanos de Expressão Portuguesa.

Com uma formação diversificada num total de 17 cursos, que conduzem a um Diploma (2), em estudos de dois anos, a um Bacharelato (12), em três anos de estudos, e a uma Licenciatura (3), em quatro anos, o IPM oferece estes cursos em Chinês (6), Português/Chinês (6), em Inglês (2), em Português/Inglês (1); em Chinês/Inglês (1) e em Português/Cantonês/Mandarim (1).

Para além desta formação inicial nas Escolas Superiores de Ciências Empresariais, de Línguas e Tradução, de Administração Pública, de Educação Física e Desportos, de Artes e de Saúde, o IPM oferece cursos de Mandarim e de Cantonês, essencialmente destinados a funcionários da Administração Pública, mas também abertos à população em geral; cursos de formação artística na Academia de Artes Visuais, de curta duração, para amadores, e em horário post-laboral; cursos de especialização (entre 18 e 24 meses) em Enfermagem de Saúde Materna e Obstetrícia, de Saúde Infantil, de Saúde Pública e de Saúde Mental e Psiquiátrica.

O Centro de Formação Contínua e de Projectos Especiais (CFCPE), integrado na Escola Superior de Administração Pública, orientado para a população adulta e profissional, promove cursos para a Administração Pública de Macau e para a população em geral, e a sua Televisão Educativa é emitida diariamente na Teledifusão de Macau, com lições de Português, Chinês e Educação Física gravadas e editadas em estúdio/regie próprio.

SUMÁRIO