ACTIVIDADE EDITORIAL DO ISPV

Em termos de publicações periódicas, e no que se refere ao período entre 1996 e Outubro de 2000, o Departamento Cultural do Instituto Superior Politécnico de Viseu editou vinte números de MILLENIUM, uma revista regida por uma filosofia orientadora que foi desenhada no seu primeiro número (Fevereiro de 1996), nomeadamente privilegiando três grandes linhas de acção: defesa de valores culturais universais e nacionais, e da língua portuguesa; ligação institucional íntima aos grandes problemas da região; apoio à cooperação intra e inter-cultural.

Na sua apresentação formal, a revista evoluiu de um estádio inicial de pesquisa e, portanto, de extrema diversidade, para a actual fase de designs marcados por princípios orientadores. O actual número, o 20, inicia um ciclo novo na constância dos que foram editados a partir de Outubro de 1998. Sempre com a criação de Paulo Medeiros.

Para além da revista do ISPV, o Departamento Cultural apoia desde 1999 a edição de FORUM MEDIA, em conjunto com o Curso de Comunicação Social da ESE, e, desde 1996, a de TERRA FÉRTIL, uma publicação da Escola Superior Agrária, bem como de órgãos das Associações de Estudantes. Uma actividade que vai manter-se no presente ano lectivo, porventura intensificar-se se chegarem a bom termo os contactos, já há algum tempo estabelecidos, no sentido de enriquecer o conjunto da edição periódica de revistas.

No âmbito da publicação não periódica (de obras literárias, científicas, pedagógicas, de divulgação institucional), os quinze títulos divulgados no mesmo período de tempo poderão caracterizar-se pela sua diversificação temática, pelo predomínio da presença de docentes da instituição, pela parceria com algumas entidades extra-institucionais. Esta face irá manter-se no futuro, coexistindo, embora, com uma outra, esta, sim, nova que, espera-se, possa iniciar um trajecto coeso, forte e seguro, e com repercussão no âmbito da cultura portuguesa através da defesa de valores culturais da região de Viseu, publicando obras de índole vária de autores originários do distrito, ou que nele viveram uma boa parte das suas vidas. Desde o rei D. Duarte à actualidade. Em quatro vertentes: Narrativas e Sociedade; História e Utopia; Voz e Poesia; Matéria e Ensaio.

SUMÁRIO