Hélio Bernardo Lopes *

 

Gerebera

Nunca nela eu pensara,

naquela gerebera,

amarela em suas pétalas,

tantas,

quase tão iguais,

cada uma como um sonho.

Contadas

e sonhadas no caldo do amor,

lá longe mas vivido,

esta gerebera era,

na sua cor,

o fogo que tempera.

 

* Jornalista

sumário