Rui Torres de Almeida *

 

BILHETE POSTAL

Eu já vi, ó linda Ana,

Os teus olhos a bailar.

Cautela, linda cigana,

Que às vezes podem chorar.

 

O teu olhar, ó menina,

Esses teus olhos brincando

São a leitura da sina

Do mundo que vai girando.

Esse sorriso ideal

De boneca de faiança,

Reflecte a cor natural

Do teu rosto de criança.

 

É um postal de pureza

Aos raios do sol nascente

A retratar a beleza

Dum pedacito de gente

 

 

(Não datado)

___________________________

* Um homem da Beira

sumário