CURSO DE MESTRADO EM GESTÃO DE EMPRESAS/MBA

EMPRESAS E ESTV, OS PRINCIPAIS BENEFICIÁRIOS

 

Iniciaram-se no passado dia 3 de Janeiro as aulas da III edição do Curso de Mestrado em Gestão de Empresas/MBA, uma iniciativa da ESTV em colaboração com o INDEG/ISCTE.

No conjunto das três edições, mais de sete dezenas de licenciados têm tido oportunidade de frequentar um curso de pós-graduação sob a responsabilidade científica de uma das mais importantes escolas de gestão do país. Os mestrandos possuem uma formação científica diversificada, desde licenciados em direito, psicologia, filosofia ou farmácia, até a diplomados em engenharia - civil, electrotécnica, mecânica, química, industrial -, que constituem mais de um quarto do número total, e em gestão/economia. Esta miscigenação de culturas científicas e pontos de vista não pode deixar de constituir, para além do valor intrínseco do Curso, mais uma riqueza acrescentada para cada um dos mestrandos.

É de salientar que cerca de 3/4 de todos os inscritos nas diversas edições do Curso provêm do Distrito de Viseu. Este facto representa, sem dúvida, a afirmação da natureza e da influência regional da EST/IPV. No entanto, deve referir-se que aqui têm procurado a sua formação candidatos dos Distritos de Coimbra, Aveiro e Guarda ou mesmo do Porto e de Leiria. Estes mestrandos, maioritariamente, são oriundos de empresas privadas mas também de estabelecimentos de ensino superior, nomeadamente do IPV, da Universidade Católica - Viseu, do ISCA e da Faculdade de Economia de Coimbra, do Instituto Politécnico da Guarda, etc.

Se considerarmos apenas os mestrandos residentes em Viseu concluimos que os principais beneficiários desta iniciativa são originários, em primeiro lugar e por larga maioria (64%), das empresas do Distrito. Nestas incluem-se os principais grupos económicos da região e as empresas de capital externo, mas também pequenas unidades representando os mais diversos sectores: indústria (transformadora, construção civil), comércio, transportes e prestação de serviços. Outros organismos, no entanto, têm tido, também, representação significativa como, por exemplo, serviços da Administração Pública Central ou escolas do ensino secundário ou, ainda, profissionais em regime liberal.

O segundo beneficiário tem sido a ESTV já que mais de uma dezena de docentes concluiu ou encontra-se a frequentar o Mestrado em Gestão de Empresas. A importância deste facto releva, antes de mais, do acréscimo de formação científica do corpo docente, mas, por outro lado, da existência de uma maior concentração de conhecimentos na ESTV, relativamente a sectores estratégicos da região como turismo, vinho, termas, madeiras, etc., em resultado da realização das dissertações finais do Curso. A acumulação deste capital na Escola atribui-lhe maior capacidade de intervenção, mas também maior responsabilidade face à região em que se insere.

Para além das consequências assinaladas, a realização do Mestrado na ESTV tem-se traduzido num aumento do prestígio desta instituição junto da comunidade local servindo, por esse facto, como elemento facilitador da comunicação da Escola com as restantes organizações regionais.

A III edição do Mestrado tem uma outra particularidade que deve ser assinalada. Pela primeira vez, o Curso está a ser frequentado por alunos licenciados em Gestão, pela ESTV. Deste modo, a formação ministrada pelo Departamento de Gestão tem a possibilidade de ser avaliada, em complemento do que tem acontecido no mercado de trabalho, por uma entidade independente e respeitada no sistema de ensino superior nacional.

SUMÁRIO