ÀS CINCO DA TARDE

MANUEL SÁ CORREIA*

 

"Me porté como quein soy.

Como un gitano legítimo"

 

García Lorca

 

Às cinco da tarde Bernarda Alba levanta a sua voz e dança com "Yerma".

Às cinco da tarde começam "As Bodas de Sangue" entre um Inácio Sanchez e um touro. Às cinco da tarde alguém desfolha um "Romanceiro Cigano" e encontra um flamenco enraivecido contra a guarda civil. Às cinco da tarde Granada parece morta pela morte contra a vida. Um general grita "Viva la Muerte" e um poeta vai na sua "Barraca" vitoriar o corpo sempre juvenil de quem se dá aos outros.

Às cinco da tarde Andaluzia é toda a Espanha na voz dum poeta que desafia a eternidade. Às cinco da tarde Nova Yorque passeia-se pelas ruas espanholas de braço dado com Lorca. Às cinco da tarde um poeta diz que "a poesia se levante do livro e se torne humana". Às cinco da tarde, no meio duma ferida, duma cratera, duma guerra um actor recita-se e ouvem-se limões, corintos, toureiros e macarenos contra o ódio. Federico de seu nome, dá nome à poesia do teatro. Pode ser essa "Mariana Pineda" com as suas lutas pela liberdade a ecoar desde o século XIX, desde sempre, até agora, até amanhã. Pode ser "A Sapateira Prodigiosa" e o prodígio da maravilha que se liberta mesmo quando se vive apagado.

Por isso às cinco da tarde um animal está quase à morte, um toureiro sangra do peito, um actor perde a voz, uma bala procura o centro mais querido do sonho.

Às cinco da tarde se morre em Espanha e a capital da ternura mais sensual já não é Madrid, mas sim Granada gangrenada no corpo dum poeta. Esse que sabia que "o povo ouviria com alegria e simplicidade expressões e vocábulos que nascem da terra e servirão de limpeza numa época em que tantos erros e maldades tão fundo penetram".

Não importa a hora, ou quem sabe se cinco da tarde não são sempre cinco laranjeiras adiadas. Por isso às cinco da tarde um poeta foi fuzilado. Seu nome Federico, sua voz García, seu combate Lorca. De Espanha, da Andaluzia, do mundo inteiro.

Podem bater as pancadas de Molière que o poeta e a sua lua vão recomeçar às cinco da tarde.

* Equiparado a Assistente do 1 Triénio da ESEV

SUMÁRIO