Área Científica de Português da ESEV promove um Encontro de Professores

No passado dia quinze de Maio de 1998, ocorreu, no Auditório Mirita Casimiro, um encontro, organizado pelos docentes da Escola Superior de Educação do Instituto Superior Politécnico de Viseu, cuja directiva foi proporcionar uma reflexão científica e pedagógica a todos os professores que ensinam, nos diversos patamares da escolaridade, a Língua, a Cultura e a Literatura Portuguesas.

Nesta acção, que contou também com a presença de alunos que se preparam para o ensino do Português, conseguiu-se, apesar da sua restringência temporal, uma larga e produtiva abordagem de aspectos marcantes e fundamentais para uma pedagogia actual da língua materna.

Depois da sessão de abertura, a parte da manhã foi preenchida por duas magistrais conferências da responsabilidade dos Doutores José Carlos Seabra Pereira e Álvaro Gomes, onde os oradores dilucidaram com a voz da autoridade por que são conhecidos na sua respectiva área de especialização conceitos, teorias e vectores temáticos que, para qualquer docente do campo dos Estudos Portugueses constituiram verdadeiros momentos de espaço metafísico, até pela exemplar concretização prática que foi conseguida.

Na parte da tarde, a presença de Lídia Jorge e de Gastão Cruz (lembremos que, infelizmente, não pudemos ter entre nós Manuel Gusmão e Urbano Tavares Rodrigues, por imperativos serôdios de sua vida pessoal) mereceu uma apresentação prévia dos dois escritores pelo Doutor Seabra Pereira, que depois foi o moderador de uma fulgurante e animada mesa redonda.

Neste momento tão alto do Encontro, fruímos o testemunho de dois escritores, e também professores de Língua e Literatura, que , com invulgar mestria e sensibilidade artística, nos falaram da necessidade de instituir a aula de Português como uma oficina ou um palco, onde o texto literário (que antes de tudo é um texto linguístico e um texto semiótico ) funciona como um excelente instrumento pedagógico e de diálogo sistemático. Por isso, o texto deve ser entendido como um exemplo de sedução e de segurança ontológica, não se devendo temer, assim, as emoções que eles provocam em nós. Só nesta linha de orientação é que um docente da língua materna conseguirá criar nos alunos o prazer da leitura ou, pelas palavras de Roland Barthes, "o prazer do texto".

A Área Científica de Português, ao aquilatar da pertinência que teve este Encontro de Professores, quer expressamente agradecer a todas as instituições que contribuíram generosamente para a sua realização, não podendo, entretanto, deixar de sublinhar o seu profundo reconhecimento para com o Instituto Superior Politécnico de Viseu, nas pessoas do seu Presidente, Prof. Doutor João Pedro de Barros, e seus Vice-Presidentes, bem como ao Conselho Directivo da Escola Superior de Educação, sobretudo ao Doutor Fernando Amaro, que na sua qualidade de Presidente, a representou na sessão de abertura.

PROGRAMA

9.00 - Entrega da documentação

9.30 - Sessão de Abertura

10.00 - Doutor Seabra Pereira ( Universidade de Coimbra)

"MODERNIDADE(S) E MODERNISMO(S) - CONCEITOS PARA UMA PEDAGOGIA ACTUAL"

11.00 - Doutor Álvaro Gomes (Universidade do Minho)

"O SOM (DIDÁCTICO) DO SILÊNCIO"

15.00 - Mesa Redonda: O ENSINO DA LITERATURA

Com a presença dos escritores

LÍDIA JORGE

MANUEL GUSMÃO

URBANO TAVARES RODRIGUES

Moderador: DOUTOR SEABRA PEREIRA

17.00 - Sessão de Encerramento

SUMÁRIO