I Simpósio de Pedagogia no Ensino Superior Politécnico Agrário

Face às enormes dificuldades com que agricultura do país se depara no âmbito da Comunidade Europeia, surgiu a ideia de organizar um simpósio com o propósito de sensibilizar os docentes e discentes para a problemática da pedagogia das Ciências Agrárias no Ensino Superior Politécnico. Um dos objectivos do evento foi avaliar técnicas, metodologias e objectivos da pedagogia no sentido de melhorar a transmissão de conhecimentos nas Ciências Agrárias por forma a induzir uma correcta articulação entre os técnicos formados e os destinatários agricultores / empresários.

Numa reunião que ocorreu em Ponte de Lima, em Novembro de 1997, com todos os Conselhos Pedagógicos das Escolas Superiores Agrárias, a Escola Superior Agrária de Viseu assumiu o compromisso de levar por diante a realização do I Simpósio de Pedagogia no Ensino Superior Politécnico Agrário, agendado para os dias 29 e 30 de Maio do corrente ano, no Hotel Príncipe Perfeito.

A comissão organizadora foi constituída pelos seguintes docentes da ESAV, Carlota Lemos, Paula Correia, Paulo Barracosa e Vitor Martinho. É ainda de salientar o apoio das seguintes entidades: Adega Cooperativa de Mangualde; ANCOSE; Banco Pinto & Sotto Maior; Cafés Buondi; Câmaras Municipais de Castro Daire, Mangualde, Nelas, Penalva do Castelo, S. Pedro do Sul, Tondela, Viseu, Vouzela; Comissão Vitivinícola Regional do Dão; Escola Profissional de Vouzela; FENAFRUTAS; Governo Civil de Viseu; Hotel Príncipe Perfeito; Instituto de Emprego e Formação Profissional; IPJ/Assoc. Estudantes ESAV; Instituto Superior Politécnico de Viseu; Região de Turismo Dão Lafões; Restaurante "Os Antónios".

Paralelamente ao simpósio decorreu uma mostra de produtos regionais, procurando-se promover e divulgar os produtos tradicionais de qualidade desta região.

No dia 29 os acompanhantes usufruíram de uma visita turística à cidade de Viseu acompanhados por um guia da Região de Turismo Dão Lafões.

Nas várias comunicações apresentadas e nos debates que se lhes seguiram foram sublinhadas algumas preocupações e avançadas propostas de soluções para melhorar o nosso Ensino Superior Politécnico Agrário. A título de conclusão, foram apresentadas algumas ideias base expressas pelo director da ESAV, Dr. António Morais, aquando do encerramento:

Primeiro Painel

(Moderador: Nuno Brito, Presidente do Conselho Pedagógico da Escola Superior Agrária de Ponte de Lima)

(João Pedro de Barros - Presidente do I.S.P.Viseu - em "A Pedagogia como Suporte Instrumental ao Serviço da Formação Científica")

(Maria da Conceição Peleteiro Vice-Reitora da U.T. Lisboa - em "Ser Professor Hoje: Destino ou Vocação")

(Marques Pinto E.S.A. Coimbra - em "Sobre a Identidade do Ensino Politécnico Agrário. Saber Fazer para Saber Ser").

Segundo Painel

(Moderador: João Paulo Carneiro, Presidente do Conselho Pedagógico da Escola Superior Agrária de Castelo Branco)

(Celestino Morais de Almeida E.S.A. Coimbra - em "Estratégias de condução nas relações Ensino/Aprendizagem e Professor/Aluno").

(Nuno Brito; Ana Paula Vale; Júlio Lopes E.S.A. Ponte de Lima - em "As normas gerais de avaliação na Escola Superior Agrária de Ponte de Lima").

Terceiro Painel

(Moderador: António Oliveira, Presidente do Conselho Pedagógico da Escola Superior Agrária de Beja)

(Ramalho Ribeiro E.S.A. Santarém - em "Produção Animal: Reflexão sobre o seu Ensino").

(Ricardo Ferreira E.S.A. Elvas - em "A informática como ferramenta para o ensino das Ciências Agrárias").

Quarto Painel

(Moderador: Margarida Hortas, Presidente do Conselho Pedagógico da Escola Superior Agrária de Coimbra)

(Luís Miguel Brito E.S.A. Ponte de Lima - em "O futuro do Ensino Agrário Perspectivas").

(José Castro Coelho I.S.A. Lisboa - em "A Pedagogia no Ensino Superior das Ciências Agrárias; contributo para a reflexão em torno daquela problemática").

No último dia do evento levou-se a bom termo uma visita guiada a diversas empresas agrícolas responsáveis por produtos de excelência da região de Dão Lafões. Esta acção ficou marcada por uma boa troca de impressões entre a rede empresarial e os elementos da comitiva.

Tendo-se dado por concluída esta acção, acreditamos que ela tenha contribuido para uma mais valia do nosso Ensino Superior Agrário, iniciando-se assim uma maior sensibilização dos docentes para os aspectos pedagógicos e, por consequência, um acréscimo nos conhecimentos e no interesse pelas Ciências Agrárias por parte dos discentes.

António Monteiro - Assistente do 1 Triénio da ESAV

Dulcineia Ferreira - Assistente do 2 Triénio da ESAV

António Pais de Sá - Assistente do 1 Triénio da ESAV

SUMÁRIO