MILLENIUM n. 7 - Julho de 1997

VIDA ACADÉMICA

 

 

BERNARD MacLAVERTY

 

Área Científica de Inglês

 

Todos os anos, no dia 17 de Março, a Irlanda comemora o dia do seu patrono - S. Patrício.

Foi precisamente este santo que no século V (ano de 432) levou o Cristianismo para a Irlanda, dando assim início à conversão do povo irlandês e à construção de várias igrejas que ajudaram, sem dúvida, à propagação duma nova fé - a fé cristã. E, de facto, S. Patrício deixou atrás de si um país fortemente cristianizado, onde imperava então a religião romana, aliás ainda muito forte hoje em dia. Exactamente porque a sua fé é tão grande, os irlandeses têm-se mostrado sempre prontos a defendê-la a qualquer custo. Daí que uma grande parte da história da Irlanda seja a história da luta por essa mesma fé. É fundamental que o percebamos se, de facto, quizermos entender a actual realidade irlandesa.

Aproveitando a oportunidade e no âmbito da celebração do aniversário da ESEV, tivemos este ano o prazer de ter entre nós, no referido dia 17 de Março, um escritor irlandês nascido em Belfast e actualmente a residir em Glasgow, na Escócia - Bernard MacLaverty - que fez uma palestra no Auditório da ESEV, para professores e alunos da Escola, bem como para professores de Inglês de outras escolas da região e para todos os interessados em ouvir e com ele dialogar.

Bernard MacLaverty falou fundamentalmente da sua obra, referindo o seu último romance - "Grace Notes" - a publicar no próximo mês de Julho; fez igualmente a leitura de dois dos seus contos, convidando a assistência a participar na descoberta do texto. E o público presente no Auditório participou de facto, mostrando-se extremamente motivado, atento e receptivo às palavras de MacLaverty, deixando-se envolver e encantar pelos seus contos e interpelando o escritor numa atitude interessada sobre a sua vida, a sua obra e o seu processo de escrita.

Da bibliografia de Bernard MacLaverty destacam-se:

 

A - dois romances:

- "Lamb"

- "Cal" (ambos traduzidos em várias línguas, encontrando-se a tradução portuguesa deste último em fase de preparação)

 

B - quatro colecções de contos:

- "Secrets and Other Stories" (o seu primeiro livro)

- "A Time to Dance and Other Stories"

- "The Great Profundo and Other Stories" (a acção de um dos contos desta colectânea passa-se no Algarve)

- "Walking the Dog and Other Stories"

Todas estas obras foram publicadas pela Blackstaff Press entre 1977 e 1997, encontrando-se actualmente também disponíveis em livros de bolso na Penguin Books.

MacLaverty publicou ainda:

 

C- literatura infantil:

- "A Man in Search of a Pet"

- "Andrew McAndrew" (também editado nos Estados Unidos)

 

Tem adaptado textos seus ao teatro radiofónico para a BBC - "My Dear Palestrina", "Secrets", "No Joke", "The Break", "Some Surrender" e "Lamb". Também para televisão dramatizou alguns dos seus contos: "My Dear Palestrina", "Phonefun Limited", "The Daily Woman" e "Sometime in August".

Com base em situações reais passadas na Irlanda e relativas a reféns, fez uma reconstituição dramática intitulada "Hostages".

A partir dos romances "Lamb" e "Cal" surgiram duas longas metragens para cinema, cujos guiões foram escritos pelo próprio autor e que obtiveram grande sucesso.

Bernard MacLaverty recebeu vários prémios, dos quais destacamos: em 1975 o prémio de Northern Ireland Arts Council pelos seus primeiros contos publicados em periódicos; em 1981 o Scottish Arts Council, pelo seu romance "Lamb" e o Scottish Writer of the Year 1988, pelo conjunto da sua obra.

Foi um dia memorável para a ESEV e em particular para os docentes do grupo de Inglês e seus alunos, que muito se congratularam com a presença de tão ilustre escritor!

=========

DOUTORAMENTO

Maria de Lurdes da Costa e Sousa, professora adjunta no Departamento de Matemática da ESTV, foi aprovada com distinção e louvor, por unanimidade, nas suas provas de doutoramento em Matemática Pura na Universidade de Coimbra no passado dia 14 de Fevereiro.

A tese de doutoramento, cujo tema se insere numa das vertentes da área de Álgebra, conhecida por Teoria de Categorias, foi redigida em Português e Inglês, sendo o título da versão portuguesa "Invólucros Reflectivos e Ortogonais". O trabalho apresentado teve a orientação dos senhores professores doutores Manuela Sobral, da Universidade de Coimbra, e Jirí Adámek, da Universidade Técnica de Braunshweig (Alemanha).

Foram arguentes os senhores professores doutores Walter Tholen, da Universidade de York (Canadá), e Jirí Adámek.

Fizeram ainda parte do júri, presidido pelo senhor professor doutor Lélio Quaresma Lobo, presidente do Conselho Científico da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, os senhores professores doutores Manuela Sobral, Graciano de Neves Oliveira e Paula Oliveira, da Universidade de Coimbra, e o senhor professor doutor Falcão Moreira da Universidade do Porto.

 

MESTRADO

 

Abel Aurélio Abreu de Figueiredo, docente da ESEV da área científica de Educação Física, concluiu o seu mestrado em 19 de Fevereiro último na Faculdade de Motricidade Humana da Universidade Técnica de Lisboa com a apresentação de uma dissertação cujo tema é: "A Educação Física no 1. ciclo do Ensino Básico".

Com a presidência do Professor-doutor Carlos Neto, o júri integrou os Professores doutores Francisco Carreiro da Costa (Coordenador do Mestrado e actual Presidente da FMH) e Tomé Bahia de Sousa (arguente e docente no Instituto de Estudos da Criança da Universidade do Minho).

A amostra do estudo foi constituída por 669 professores do 1. Ciclo da Área Educativa de Viseu. Relativamente aos estudos complementares, uma das amostras incluía 3122 alunos do 5 ano de escolaridade e a outra 395 escolas do 1 ciclo da mesma Área Educativa.

Os dados foram obtidos pelo modo de inquérito, através de questionários, e analisados com base em técnicas estatísticas descritivas e correlacionais.

Centralmente conclui-se que a EF na área educativa de Viseu é bastante valorizada em termos conceptuais, mas que do ponto de vista da sua leccionação, de acordo com os programas existentes, a valorização é reduzida. Os professores valorizam uma EF metodologicamente ligada às actividades lúdico-desportivas de complemento curricular, embora conceptualmente defendam uma abordagem regular, curricular e obrigatória. Por outro lado, fica evidente a falta de segurança sentida na formação para a abordagem à EF, o que os leva a defenderem modelos de intervenção negligentes na autonomia e responsabilidade pela sua leccionação: defendem a substituição e coadjuvação com um professor especialista na área, afastando-se do regime de monodocência.

Como conclusão mais importante do estudo central (Professores) encontra-se a identificação de uma contradição valorizativa entre o discurso "especializado", que defende o regime de monodocência, e o discurso "não especializado", que defende a substituição por um especialista na área.

A robustez que caracteriza a colheita de informações relativas à temática (Valorização da Educação Física pelos Professores do 1.Ciclo, Demografia, Espaços e Equipamentos das Escolas e Actividades Curriculares e Extra-Curriculares dos Alunos) torna este estudo num marco importante para investigações futuras.

Sendo a ESE de Viseu pioneira no âmbito da preparação de um licenciado especialista em Educação Física do ensino básico, a investigação apresentada, aprofundando o conhecimento da realidade regional, consolida a atitude atenta e crítica sobre a temática. Fica assim encerrado um primeiro ciclo de lançamento e consolidação da abertura de uma linha de investigação crucial ao desenvolvimento e melhoria da Educação Integral da população escolar portuguesa.

O alcance do estudo pode ainda ser evidenciado em estratégias de intervenção no meio escolar, com relevo particular para novas propostas de concepção, formação e intervenção no âmbito da Expressão Físico-motora, criando as condições desejáveis de atendimento e consciencialização dos programas previstos na última reforma do sistema educativo.

Os interessados poderão consultar o estudo na Biblioteca da ESE do ISPV.

J.A.

==========

RÁDIO POLITÉCNICO

Nos últimos meses o ISPV e as suas Unidades Orgânicas tiveram voz com a habitual frequência quinzenal em Rádio Politécnico. O facto de o número anterior de Millenium, publicado em Abril, Ter sido temático determinou a ausência de informação académica atempada.

O presidente do Instituto, o director de Millenium, Mário Gandra e Óscar Gomes, presidentes da Assembleia Geral e da Direcção da AE da ESSE, Eduardo Brites, membro da Comissão Instaladora da AE da ESA, Fernanda Gonçalves, presidente do Conselho Pedagógico da ESSE, Fernando Amaro, director da mesma Escola, Rosa Maria Pinhel, administradora dos Serviços de Acção Social do ISPV, Manuel Teodósio, presidente da APEFESEV, e Cláudia Santos, aluna do Curso de Comunicação Social da ESSE foram entrevistados sobre aspectos das suas áreas de intervenção específica.

Em data mais recente, e motivada pela deslocação de uma delegação do ISPV à República Democrática de Cabo Verde, que incorporou os presidentes das Escolas Superiores de Tecnologia e Agrária, Rádio Politécnico deu a conhecer os objectivos desta visita de trabalho.

Segundo Vasco Oliveira e Cunha, responsável pelo Departamento Cultural do ISPV, que agrega a área de Relações Internacionais, a filosofia de cooperação internacional da instituição privilegia o estabelecimento de relações com todos os PALOP, países que devem merecer de Portugal uma atenção muito profunda.Cabo Verde foi o primeiro país a ser contactado, depois de um longo processo de preparação a vários níveis.

Fernando Sebastião e António Morais, directores da EST e da ESA, respectivamente, referiram aspectos muito concretos de cooperação a estabelecer, tanto no sector da mobilidade de estudantes como de docentes, áreas de aproximação tidas como fundamentais para uma cooperação fraterna que possibilite o desenvolvimento em reais condições de parceria.

Segundo os dois dirigentes, o ISPV poderá cooperar no apoio à implementação de cursos, na elaboração de programas e na leccionação de apoio em áreas específicas contribuindo assim para uma formação de quadros que possa fixá-los no país.

Como se refere noutro local de Millenium, a visita a Cabo Verde foi retribuída pelo senhor Director-Geral do Ensino Superior desta República Democrática, Professor-doutor Luís Alves. Para João Pedro Barros, "a vinda ao ISPV do senhor Director-Geral possibilitou-lhe conhecer a realidade do ISPV pela palavra directa dos coordenadores das áreas científicas da instituição". E o Presidente do Instituto Politécnico concluiu dizendo que o senhor Professor Luís Alves tinha anuído a "voltar a Viseu aquando das comemorações do dia do Instituto, excepcionalmente no próximo ano lectivo a serem realizadas mais tarde, a coincidirem com a inauguração da terceira fase das obras do campus politécnico. João Pedro Barros adiantou também à Rádio Politécnico que o senhor Presidente da República Portuguesa vai, em princípio, honrar o ISPV com a sua presença nessas comemorações.

JA

=====================

TERRA FÉRTIL

Saiu "Terra Fértil" com o seu número 3. Edição ESAV/ISPV, com design de Paulo Medeiros e totalmente produzido na Secção de Patronato e Economato do ISPV, este número integra os seguintes artigos:

1. "Agricultura e Revitalização do Mundo Rural" - T.A.Salgueiro.

2. "A Ovelha Bordaleira Serra da Estrela" - R.M.M.Dinis.

3. "A Importância da Utilização do Cardo no Fabrico do Queijo Serra da Estrela" - E. Pires, et al..

4. "Uma Achega à Fisiologia da Lactação em Bovinos" - A. F. P. Morais.

5. "Regras de Higiene para os "Centros de Abate de Aves" - E. C. Paraíso.

6. "Micotoxinas" - I. Delgadillo e A. Nunes.

7. "Enzimas: 'Vedetas' na Indústria dos alimentos" - M. A. Amado.

8. "Caracterização dos Polissacarídeos das Paredes Celulares da Polpa da Azeitona" - M. A. Coimbra.

9. "Caracterização da Pêra Passa de Viseu" - C. Costa, D. Ferreira, P. Correia e R. Guiné.

10. "Capacidade de Formação de Esférolas do Amido de Triticale" - M.L.B. Costa e P. Correia.

11. "Soja na Alimentação Humana" - E.T. Lemos.

SUMÁRIO