Novos cursos de Técnicos Superiores Profissionais (TeSP) do IPV apresentados com a presença do Secretário de Estado do Ensino Superior

A Aula Magna do Instituto Politécnico de Viseu (IPV) recebeu hoje a sessão pública de apresentação da nova oferta formativa que a instituição disponibiliza à comunidade educativa da região e do país: os recém-criados cursos de Técnicos Superiores Profissionais (TeSP). Relembre-se que foi precisamente no IPV que foi criado e entrou em funcionamento o primeiro curso em Portugal deste novo ciclo de estudos de ensino superior proposto pela tutela – Redes e Sistemas Informáticos.

A sessão de divulgação e esclarecimentos sobre os TeSP contou com a presença do Secretário de Estado do Ensino Superior, professor José Ferreira Gomes, que se encontra a percorrer os institutos politécnicos do país em ações de informação sobre os novos cursos de Técnicos Superiores Profissionais. O evento teve grande adesão junto ao público-alvo convidado para a sessão, registando a participação de alunos e professores do ensino secundário e profissional da região, diretores e psicólogos de diversos estabelecimentos de ensino, autarcas e empresas e instituições parceiras desta oferta formativa de ensino superior do Politécnico de Viseu. Estiveram igualmente presentes membros do Conselho Geral, presidentes e dirigentes das escolas superiores integradas, professores, alunos e funcionários do IPV.

image

image

O presidente do Instituto, engenheiro Fernando Sebastião, na sua intervenção, referiu que "nos politécnicos estes cursos superiores (TesP) substituirão os cursos pós-secundários de especialização tecnológica, vulgarmente designados por CET. Estas novas formações dão acesso direto a cursos de licenciatura, através dum concurso local, na mesma área e instituição onde são ministrados. É ainda de referir que os estudantes inscritos nestes cursos são abrangidos pela ação social direta e indireta, que inclui bolsas de estudo, alojamento e alimentação, nos mesmos termos dos restantes estudantes do ensino superior". Acrescentou ainda que "nos últimos dois anos o IPV submeteu, à aprovação da DGES, 26 cursos Técnicos Superiores Profissionais. 3 em 2014 e 23 já em 2015, estando atualmente registados 20, com autorização de funcionamento". Para o responsável do IPV "esta nova oferta formativa será sem dúvida uma boa opção de acesso ao ensino superior para os milhares de alunos que frequentam o ensino profissional e será, igualmente, da maior importância para a competitividade das empresas que passarão a ter um maior e melhor acesso a recursos humanos qualificados, sendo, por isso previsível que tenha uma elevada taxa de empregabilidade".

O Secretário de Estado do Ensino Superior iniciou a sua intervenção referindo-se à criação deste novo ciclo de estudos com "a necessidade do ensino superior dar uma resposta diferente, mais ao encontro das necessidades da sociedade e das empresas, pretendendo constituir-se como um ensino de maior proximidade".

image

image

Para o professor José Ferreira Gomes, os TeSP são "um novo tipo de ensino superior, que confere uma formação profissional superior. De igual modo, são também uma oportunidade para muitos jovens terminarem o ensino secundário e prosseguirem estudos no ensino superior".

De seguida, responsáveis das escolas superiores do IPV procederam à apresentação dos cursos desta oferta formativa que a instituição disponibiliza, bem como prestaram toda a informação aos presentes sobre os processos e procedimentos a seguir pelos candidatos.

O programa prosseguiu com um muito participado e esclarecedor espaço de debate entre os participantes e os conferencistas.

Cursos Técnicos Superiores Profissionais (TeSP):

Os TeSP são uma nova oferta de formação superior, exclusiva de institutos politécnicos e unidades orgânicas de ensino superior politécnico integradas em universidades. Trata-se de uma formação com a duração de quatro semestres letivos e a única com um perfil de formação de nível 5 na classificação ISCED da OCDE. Têm 120 créditos e integram uma componente de formação geral e científica, uma de formação técnica e outra de formação em contexto de trabalho, através de um estágio obrigatório com uma duração não inferior a um semestre.

Estes novos cursos começaram a ser lecionados no ano letivo de 2014-2015.

Um dos principais objetivos destes novos cursos é atender às necessidades de formação expressas pelo mercado de trabalho nas regiões em que são ministrados, tendo uma forte ligação ao tecido empresarial local, em articulação fina com o ensino politécnico presente em cada região. Espera-se dos TeSP que atraiam novos públicos para o ensino superior, não só jovens como adultos, e, em particular, os alunos que tenham completado o ensino profissional e queiram prosseguir estudos numa linha de proximidade com a vida profissional. Após a conclusão do curso permitem, ainda, a continuação de estudos para uma licenciatura na mesma área de estudo e instituição.

Oferta formativa TeSP

Apresentação detalhada dos cursos TeSP

 

* Artigo redigido ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Viseu, 21 de maio de 2015

Joaquim Amaral

Gabinete de Comunicação e Relações Públicas do Instituto Politécnico de Viseu

jamaral@pres.ipv.pt

anterior || imprimir